civilização « Blog Cavalera
29/07/2014

Se você assistiu ao filme Na Natureza Selvagem deve ter tido este sintoma: comichão de sair por aí viajando e descobrindo como é viver em meio à natureza selvagem. Se você não assistiu, o filme conta a história real de Christopher McCandless, um homem que decidiu largar tudo para trás, família, amigos e dinheiro, para viajar pela América do Norte com destino ao Alasca. Dirigido pelo também ator Sean Penn, Na Natureza Selvagem acontece ao som da maravilhosa trilha sonora de Eddie Vedder e desperta de uma forma bonita e intrigante o espírito aventureiro dentro de nós.

Assim como McCandless, outras pessoas buscam viver de uma forma mais natural, em contato com a natureza e sem tantos artifícios criados pela civilização moderna. Esse é o caso das pessoas e lugares apresentados por Antoine Bruy, fotógrafo francês que, desde 2010, vem se integrando e registrando o cotidiano de quem escolheu viver de uma forma diferente.

13

Composting toilet, Sierra Nevada, Spain, 2013.

The Pyrenees, France, 2012.

A partir da World Wide Opportunities on Organic Farms (WWOOF), uma rede de organizações que ajuda pessoas a se voluntariar para trabalhar em fazendas orgânicas em troca de alojamento e comida, Antoine encontrou pessoas espalhadas por diversas fazendas que seguem esta filosofia de vida. Segundo o fotógrafo, ele não saía fotografando a torto e a direito, mas passavas semanas em cada um desses vilarejos habituando-se com a rotina e vivência das pessoas, e só então fazia os registros.

A yurt, Sierra Nevada, Spain, 2013.

14

11

Jost, Alps, Switzerland, 2013.

Julian working on a bathtub, Sierra del Hacho, Spain, 2013.

Olivier nursing a sheep, Ardèche, France, 2010.

nside a geodesic dome, Sierra del Hacho, Spain, 2013.

Urs, the Pyrenees, France, 2012.

A view of El Pardal, Sierra de Cazorla, Spain, 2013.

Antoine conta que tentou captar imagens que dessem uma sensação de estar fora da realidade de alguma forma, fora do tempo. Mas, percebeu que nem todos vivem completamente sem modernidades, pois alguns têm televisores, computadores e até painéis solares. De qualquer forma, as fotografias retratam a vida fascinante de pessoas que escolheram outros caminhos que não os já traçados pela sociedade. Encontramos o ensaio aqui no Hypeness.